As pessoas são ingratas

Jose gomes ferreiraJosé Gomes Ferreira, comentador da SIC, teve a coragem de afirmar dia 14, no Primeiro Jornal, que «as pessoas são ingratas». Isto enquanto explicava que o FMI nos tinha ajudado a sobreviver durante dois anos e meio.

Desde ontem, altura em que ouvi essa frase, que não consigo deixar de pensar nela. E nem sei por onde começar a agradecer estes dois anos que passaram… e os muitos que estão para vir, de planeada austeridade eterna. Realmente, as pessoas são muito ingratas, e só assim se explica que não entendam o que o governo tem tentado explicar: tudo isto é para o nosso bem!

Atropela-se a Constituição, rasgam-se acordos de trabalho, despede-se sem escrúpulos, corta-se na saúde e na educação: temos austeridade para sempre, para um povo que se quer manso. As pessoas são muito ingratas!

Enchem-se as salas de aula de crianças, corta-se nos professores, corta-se no material (os pais que levem), arranjam-se voluntários para trabalhar de graça nas escolas (desde quando é que se pode esperar um salário… só porque se trabalha?!), e avaliam-se todos, desde pequeninos, para ver se passam no teste desta gloriosa nova vida pós-austeridade eterna e pró-troika. As pessoas são mesmo ingratas!

E quem não quer ver que isto é tudo para seu próprio bem, tem bom remédio: que emigre, como fizeram mais de duzentas mil pessoas nos últimos dois anos, deixando para trás as negras estatísticas dos anos 60. As pessoas são realmente ingratas!

Continua…

About these ads

Assine a minha Newsletter

Gostou?
Identifica-se com as minhas leituras?

Não espere mais!

Nota: Vai receber uma mensagem com atalho para confirmar a subscrição! Newsletter enviada FeedPress


{ 5 Comentários }

  1. Com tanta ingratidão

  2. Com tanta ingratidão como é possível não estarmos na Terceira Guerra Mundial Financeira? Desculpas….

  3. Deodato Alves da Encarnação diz:

    É por demais evidente que o Sr. Ferreira, não vai “pagar” o custo dessa ajuda.
    Nem a do FMI, nem a do BCE e de todos os grandes beneméritos.
    É evidente também que o Sr. Ferreira, tem a mesma “escola” que é seguida por outros comentadores que até escrevem aqui no Facebook.
    É evidente ainda que o Sr. Ferreira não tem um familiar a receber 243,00 € de “esmola”, e com toda a certeza tem um seguro que o “isenta” de taxas moderadoras.
    Haja paciência e lamento que a Ucrânia não seja aqui mais perto. …

  4. Estou desolado com as comparações, exemplos e com os políticos em geral. Querem bons exemplos têm a Islândia ! Os milhões de euros que têm entrado em portugal estão nas mãos de alguém e não é nas de quem produz algo , por assim dizer trabalhe para ser roubado! Por políticos, bancos,grupos económicos com interesses obscuros,farmacêuticas por exemplo e grandes superfícies comerciais que exploram mão de obra . E destruiu o comercio local que era melhor para economia! Bom já da que pensar, não gosto de cansar os meus neurónios com coisas que ninguém quer ver, Alvorada Portugal o relógio faz tic -tac.

Deixe um comentário



Nota: Os comentários são moderados e ficam a aguardar aprovação.
aspirina
Democracia e pulsão animal

Fernando Moreira de Sá declara que a rede de calúnias montada pelo casal Passos-Relvas incluía os blogues Albergue Espanhol, 31...

Close